anterior

água doce no Brasil. Com 3.595 metros de extensão, seu apoio central tem 162 metros de altura e vão central de 55 metros de altura, para possibilitar a passagem de navios de grande porte. Com a obra, a população da Região Metropolitana de Manaus passou a fazer a travessia em cinco minutos – até então, de balsa, o percurso demandava de 30 a 40 minutos. O empreendimento facilitou também a integração entre municípios e o desenvolvimento regional. Em 2011, também foi concluído o Projeto Barro Alto, de exploração de níquel pela mineradora Anglo American.

Outro marco do ano foi a conquista, pelo consórcio CNCC – integrado pela construtora e pela CNEC Worley Parsons Engenharia S.A. –, de cinco certificações que atestam a excelência da gestão. Após 18 meses de atuação, o consórcio, responsável por obras na

Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, obteve a NBR ISO 14001 (meio ambiente), NBR ISO 9001 (qualidade), NBR OHSAS 18001 (saúde e segurança do trabalho), NBR 16001 (responsabilidade social) e ISO/TS 20001 (qualidade nas atividades da indústria de petróleo e gás).

No ambiente complexo de negócios, a receita líquida de Engenharia e Construção totalizou R$ 5.157 milhões, em comparação a R$ 6.047 milhões no ano anterior. A geração de caixa (EBITDA) foi de R$ 166 milhões e o resultado líquido ficou negativo em R$ 188 milhões.

Perspectivas

A área de negócios prepara-se para a retomada do calendário de grandes obras por parte do governo federal, como parte do compromisso com o crescimento da economia brasileira e da ampliação dos investimentos em infraestrutura. O otimismo é referendado pelo anúncio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de ampliação do financiamento de grandes obras, como forma de sustentar a taxa de investimentos na economia em meio à instabilidade internacional.

Sebastião Wagner Xavier, Construtora Camargo Corrêa, Eclusas de Tucurui (PA)